Entrevista aprovado OAB - Estratégia Concursos : Estratégia OAB
Jornalismo -

ENTREVISTA: Felipe Mello Cerqueira – Aprovado no Exame da OAB em sua primeira tentativa

“Sigam um plano. Adotem uma estratégia e façam da maneira que lhes seja mais confortável. O estudo não pode ser penoso. Comprem bons materiais e façam o máximo possível de questões relacionadas à prova. Com certeza terão ótimos resultados e claro, muita Fé.”

Confira nossa entrevista com Felipe Mello Cerqueira, aprovado no Exame de Ordem em sua primeira tentativa:

Estratégia Concursos: Conte-nos um pouco sobre você, para que nosso leitor possa te conhecer melhor. Qual o seu nome? Qual sua idade? De onde você é? Já conclui sua graduação?

Felipe Mello Cerqueira: Meu nome é Felipe Mello Cerqueira, tenho 24 anos, sou zona oeste do Rio de Janeiro capital e concluí o curso de Direito no fim do primeiro semestre de 2016.

Estratégia: Durante seus estudos para o Exame de Ordem, você trabalhava, fazia faculdade e estudava para o Exame (como conciliava?), ou se dedicava inteiramente aos estudos?

Felipe: Durante 7 períodos da minha faculdade eu trabalhei como estagiário numa indústria e num escritório de advocacia. Para os estudos do exame de ordem, eu utilizei o último período do curso para me preparar. Fiz uma pequena reserva financeira e contei com a ajuda da família também, para que não ficasse nada pendente. O estágio na área foi primordial para adquirir conhecimentos que me foram muito válidos durante a realização do exame.

Estratégia: Foi a primeira vez que prestou o Exame de Ordem?

Felipe: Foi a primeira e última vez rsrs graças a Deus.

Estratégia: Qual foi sua sensação ao ver que havia sido aprovado?

Felipe: A sensação é um misto de dever cumprido, com a satisfação de ter concluído uma meta que era compartilhada com as pessoas que amo. Muita felicidade.

Estratégia: Os seus colegas de faculdade e amigos que também estavam estudando também conseguiram aprovação? Qual você acha que foi seu diferencial para alcançar a aprovação?

Felipe: A maior parte não. Durante toda a minha trajetória estudantil, eu sempre tive facilidade de assimilar conteúdo. Certa tranquilidade para aprender. Então esse sem dúvidas é um diferencial, mas sempre tive uma maneira muito peculiar de estudar, nunca fui disciplinado com horários à risca mas sempre esforçado. Não tenho aptidão para aprender conteúdo em sala de aula, então sempre estudei em casa no meu canto rsrs. Bons materiais, esforço e Fé me deram a vitória da aprovação num exame com cerca de 65% de taxa de reprovação.

Estratégia: Como era sua vida social durante a sua preparação? Você saía com amigos, família, etc? Ou adotou uma postura radical, abdicando do convívio social para passar o mais rápido possível?

Felipe: Sempre fiz o que julgava bom para mim. Nunca deixei de sair aos fins de semana para comemorações e etc. É possível conciliar preparação e estudo. Não adianta abandonar a vida social e quando sentar para estudar ficar imaginando que poderia estar passeando ao invés de prestar atenção na matéria. E além do mais, não é sadio viver apenas de estudos, o lazer deve existir mesmo que moderadamente e também o esporte que é extremamente necessário.

Estratégia: Que materiais você usou em sua preparação para o Exame? Aulas presenciais, telepresenciais, livros, cursos em PDF, videoaulas? Quais foram as principais vantagens e desvantagens de cada um?

Felipe: Sempre utilizei mais materiais em videoaulas e pdf. Gosto dos livros mas são muito extensos, para a preparação eles gastam muito tempo.

Estratégia: Como conheceu o Estratégia Concursos?

Felipe: Conheci o estratégia através de um amigo que sempre estudou por pdfs e me convenceu que o material era bom rsrs, e de fato é ótimo. Inclusive conheço muitos aprovados com os materiais, um grande amigo também já realizou um depoimento, pois fora aprovado para técnico to TJ-RJ.

Estratégia: Uma das principais dificuldades de todo o candidato é a quantidade de assuntos que devem ser memorizados. Como você fez para estudar todo o conteúdo? Costumava fazer resumos? Focava mais em exercícios, ou na leitura e releitura da teoria? Como montou seu plano de estudos?

Felipe: Nunca segui plano de estudos, acredito que esse é um grande defeito meu, mas até então estou conseguindo me virar sem ele rsrs. Para mim o primordial é a leitura e a resolução de questões. Já foi comprovado por diversos estudiosos que o conteúdo aprendido quando não é exercitado, é esquecido quase que de um dia para o outro.

Estratégia: Você tinha mais dificuldades em alguma(s) disciplina(s)? Quais? Como você fez para superar estas dificuldades?

Felipe: Foquei na estratégia de estudar as matérias que tinham maior número de questões e nas matérias que gostava mais, as que tinha maior dificuldade consequentemente eu estudei menos, mas não foi fator impeditivo para alcançar a pontuação mínima necessária.

Estratégia: A reta final é sempre um período estressante. Como você levou seus estudos neste período? Focava mais na releitura, em resumos, em exercícios, etc ?

Felipe: Relaxei mais e procurei realizar questões, olhar provas anteriores, e ler o que conseguisse.

Estratégia: Na semana da prova, nós sempre observamos vários candidatos assumindo uma verdadeira maratona de estudos (estudando intensamente dia e noite). Por outro lado, também vemos aqueles preferem desacelerar um pouco, para chegar no dia da prova com a mente mais descansada. O que você aconselha?

Felipe: No meu caso, sempre relaxei bastante, principalmente no dia anterior à prova. Eu não acredito que o “aprendizado sob pressão” funcione tão bem assim.

Estratégia: Se você tivesse que apontar ERROS em sua preparação (se é que houve), quais seriam? Diga-nos também quais foram os maiores ACERTOS?

Felipe: Com certeza um erro é não adoção de um plano organizado de estudos. E o acerto foi a estratégia de focar nas matérias com mais pontos na prova e sem dúvidas a resolução de questões. Quem não resolve questão não passa, ou pelo menos demora mais.

Estratégia: O que foi mais difícil nessa caminhada rumo à aprovação? E qual foi sua principal motivação?

Felipe: A maior dificuldade foi perder a minha mãe no fim da faculdade. Pensei em dar um tempo, ou largar o curso. Desistir de tudo. Mas com o apoio da família e amigos eu assimilei que não era o que ela desejava para mim, ela queria que eu fosse “Doutor” e aqui estou. Essa foi a maior dificuldade e a maior motivação.

Estratégia: Por fim, o que você aconselharia a alguém que está iniciando seus estudos para o Exame da OAB? Deixe-nos sua mensagem para todos aqueles que um dia almejam chegar aonde você chegou!

Felipe: Sigam um plano. Adotem uma estratégia e façam da maneira que lhes seja mais confortável. O estudo não pode ser penoso. Comprem bons materiais e façam o máximo possível de questões relacionadas à prova. Com certeza terão ótimos resultados e claro, muita Fé.

Outras entrevistas em:

Depoimentos de Aprovados

Confira nossos Cursos Online para Concursos

Assessoria de Comunicação

comunicacao@estrategiaconcursos.com.br