Plano de Estudos OAB (com ciclo de estudos) | Prepare-se para a 1ª Fase : Estratégia OAB
Ricardo Torques -

Plano de Estudos OAB – 1ª Fase | Com ciclo de estudos

plano de estudos oab

Muitos examinandos têm dificuldade de organizar os estudos. São 17 disciplinas para serem estudadas em 45 dias aproximadamente.

Para ser aprovado no Exame de Ordem é fundamental que você estude corretamente, com foco no seu objetivo: acertar 40 questões!

Para uma preparação de alto rendimento é fundamental que você estude com um plano de estudos, elaborado em ciclos e com revisões periódicas.

A fim de ajudá-los, a equipe do Estratégia OAB preparou um plano de estudos exclusivo para a primeira fase do Exame de Ordem.

Neste programa você terá detalhado todos os dias de estudo, com a indicação do que estudar, o quanto estudar.

Trata-se de um programa de estudos completo, com previsão de revisões periódicas, horários para eventuais reposições e revisão final semana que antecede a prova.


Plano de Estudos OAB (com ciclo de estudos)

Preparamos o Plano de Estudos com muito carinho para ajudá-lo a aproveitar da melhor forma o pouco tempo que você tem até a prova. Será uma valiosa ferramenta na sua preparação!

Acesse abaixo o nosso o arquivo PDF com o nosso Plano de Estudos para o Exame de Ordem:

Plano de estudos Exame de Ordem from Ricardo Torques

Passamos cinco anos, em média, na graduação. Segundo diretrizes do MEC são, no mínimo, 3.700 horas de atividades, entre aulas teóricas, estágio obrigatório e atividades complementares.

Conhecemos muita coisa, estudamos muito conteúdo. Naturalmente, não há como assimilar tudo.

A faculdade não nos dá a solução, mas meios para que, com técnica e instrumentos adequados, possamos exercer uma profissão na área jurídica.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) tem a função de habilitar o bacharel como advogado.

Para o exercício regular da advocacia é necessário, portanto, a aprovação no Exame da OAB. Mal ou bem, essa é a forma adotada atualmente para efetuar um filtro e, inclusive, evitar o excesso de advogados no mercado.

Segundo dados estatísticos, são 120 mil novos profissionais formados todos os anos. A OAB, por sua vez, habilita apenas 50 mil advogados em seus exames. A cada ano, portanto, cerca de 70 mil bacharéis em Direito formam-se, mas não obtém aprovação na OAB.

Em vista dessa realidade, o Exame da OAB torna-se, em algum momento, uma preocupação do profissional do Direito.

Inicialmente, dois pressupostos devem ser considerados.

O primeiro deles refere-se à impossibilidade de o Exame retratar todo o conteúdo estudado durante a graduação. Isso é fato!

Não há como abordar 5 anos de faculdade em 80 questões. É necessário encontrar um padrão, que procure melhor explorar os conteúdos teóricos estudados, desde que seja respeitada a imparcialidade e igualdade entre os examinandos.

São duas provas, uma preliminar de caráter objetivo e a prova prático-profissional. Em relação à primeira prova, a Fundação Getúlio Vagas (FVG) traz 80 questões. Devemos acertar, ao menos, 40. Aqui pretende-se, precipuamente, avaliar os conteúdos teóricos de Direito.

A segunda prova refere-se à capacidade técnica o advogado, que é avaliada principalmente na prova prático profissional.

Essa fase presta-se a quantificar não apenas o conhecimento teórico, mas a capacidade técnica de atuar como advogado, notadamente na redação de peças processuais.

Justamente em relação a esse aspecto, notamos uma falha no ensino jurídico brasileiro.

Podemos concluir que, por melhor que seja a formação do bacharel, seja em razão da qualidade do ensino, seja em a razão da dedicação do acadêmico, é preciso uma preparação específica para o Exame da OAB.

Assim, ao final da faculdade ou após concluir o curso, será necessário dedicar-se especificamente para o Exame.

Desse modo, a utilização da técnica adequada poderá ser determinante para a aprovação no menor tempo.

Vamos às técnicas!


Organização

Para que você possa se planejar adequadamente, elaboramos um plano de estudos desenvolvido ciclos semanais de estudo. Assim, independentemente do momento que você acessar o material, poderá utilizá-lo para um estudo proporcional.

São 17 matérias para serem divididas ao longo desse período. Como o contingente de matérias é amplo, sugerimos que você divida o seu tempo à razão da importância da disciplina para a prova.

Como fazer isso?

Basta você analisar as matérias mais importantes, ou seja, as matérias que contém um maior número de questões. Veja:

Estatuto da Advocacia e da OAB, Regulamento Geral e Código de Ética da OAB: 10 questões.

  • Direito Civil: 7 questões.
  • Direito Constitucional: 7 questões
  • Direito Processual Civil: 6 questões
  • Direito Penal: 6 questões
  • Direito do Trabalho: 6 questões
  • Direito Administrativo: 6 questões
  • Direito Empresarial: 5 questões
  • Direito Processual Penal: 5 questões
  • Direito Processual do Trabalho: 5 questões
  • Direito Tributário: 4 questões
  • Direitos Humanos: 3 questões
  • Direito Internacional Público: 2 questões
  • Direito Ambiental: 2 questões
  • ECA: 2 questões
  • Direito do Consumidor: 2 questões
  • Filosofia do Direito: 2 questões

Vamos supor que você tenha outras ocupações ou atividades, de forma que poderá dedicar 4 horas diárias para estudar. Vamos considerar, ainda, que nos sábados e domingos você reservará, adicionalmente, 2 horas para reposição dos assuntos e revisão da matéria.

Logo, durante a semana você terá que dispor 4 horas e aos finais de semana de, pelo menos, 6 horas de estudo.

Quanto ao tempo diário dedicado aos estudos, isso irá variar de acordo com a disponibilidade de cada um. Se você tiver mais tempo, ótimo! Há como adaptar. Se tiver dúvidas nos procure nas redes socais ou por e-mail, que iremos ajudá-lo (contatos ao final).

O que temos que fazer é calcular o tempo disponível em função do número de questões anteriores. Agora é a hora da matemática!

A melhor forma de obter alto rendimento com pouco tempo de preparação é distribuir os estudos, proporcionalmente, à importância da disciplina, em ciclos.

Assim, você estudará todas as matérias, de acordo com a devida importância, e não se esquecerá das revisões, fator fundamental para a fixação da matéria.

Para criar nosso ciclo de estudos, vamos levar em consideração o número de questões de prova. Quanto mais questões, mais tempo devemos dedicar aos estudos daquela disciplinar. Necessariamente faremos alguns ajustes se o assunto for mais ou menos extenso.

Assim, embora seja muito importante estudar o Estatuto, Regulamento e Código de Ética, como são assuntos mais sucintos, vamos deixar apenas 16 horas.

As horas excedentes serão distribuídas para as demais disciplinas, como Direito Civil e Direito Penal, naturalmente mais extensos.

Confira:

Em termos práticos, você estudará semanalmente 24 horas líquidas, conforme a distribuição acima, além 4 horas de revisão, que serão estudadas nos finais se semana.

Como não temos muito tempo para estudar cada uma das disciplinas, será necessário foco e objetividade nos estudos. Por isso, estude por materiais organizados, voltados especificamente para o Exame da OAB e procure fazer questões anteriores de prova.

Nos materiais do Estratégia OAB, nós dispomos de conteúdo teórico resumido e objetivo, todas as questões comentadas, esquemas para facilitar a memorização da matéria e vídeo aulas complementares. Tudo o que você precisa para estudar exatamente o que você precisa para a 1ª fase.


Dicas importantes

1) Revise! Reserve para revisar, pelo menos, 2 horas a mais aos domingos, bem como os três últimos dias antes do Exame. A revisão é importante para a fixação dos assuntos estudos.

2) O Estatuto, Regulamento e Código de Ética são fundamentais. São 10 questões, o que equivale 12,5% da prova, 25% dos pontos necessários para obter a aprovação na primeira fase. Portanto, muita atenção a esses diplomas!

3) Matérias extensas como Direito Civil, Direito Processual Civil e Direito Penal devem ser corretamente estudadas. Procure pautar seus estudos pelos assuntos que possuem mais incidência em provas. Por exemplo, em relação ao Direito Civil e Direito Penal, historicamente, a FGV cobra um maior número de questões na Parte Geral. Dê preferência a tais assuntos!

4) Estudar com base em questões é importantíssimo para obter um bom desempenho, com menor esforço. Para que você tenha ideia do que estamos falando, consulte o nosso curso gratuitoComo estudar para a OAB“! Além disso, fazer questões deixará você preparado para a resolução da prova no dia do Exame. Condicionamento de prova é fundamental!

5) Não perca muito tempo com organização, procure por materiais já preparados e organizados. Você pode perceber que o tempo é escasso e a agenda é apertada. Por isso ofertamos cursos direcionados para aquilo que você precisa, com todos os principais assuntos, informações relevantes esquematizas e questões anteriores para treinar.

7) Reserve um tempo para o corpo e para a mente. Procure descansar, fazer exercícios e alimentar-se bem. Além disso, cuidado com o sono. Dormir de forma adequada é importante para o processo de memorização.

Tendo em vista tudo o que expusemos acima, preparamos um Plano Completo de Estudos para o Exame da OAB. Imprima esse material e deixe ao lado da sua mesa.

Vamos lá!


Orientações gerais para utilização do Plano de Estudos

♦ Você deverá preencher diariamente a planilha, lançando os horários efetivamente estudados. Caso você decida estudar mais não tem problema, jogue a diferença como saldo. Se você não pôde cumprir com a meta estipulada, não se desespere! Você terá dias para reposição. Assim, diariamente assinale a diferença efetiva de horas estudadas (por exemplo, +2 horas; -1 horas).

♦ Respeite as revisões! É fundamental destinar tempo específico aos sábados para revisar. Reservamos 2 horas, o que é o mínimo. Contudo, se você quiser, estenda a revisão por mais 2 horas extras.

♦ Aos domingos você não deve estudar. Estude apenas se necessário para eventuais reposições. Por vezes, somos impedidos de cumprir nosso cronograma semanal. Se isso ocorrer, utilize esse dia repor o tempo não estudado ao longo da semana anterior. É fundamental que você reponha os horários para que você não prejudique a distribuição proporcional dos seus estudos em razão da importância de cada matéria para o Exame.

♦ A cada hora faça uma pausa de 10 minutos. Nesse tempo organize-se, alongue-se, respire e retome os estudos com o mesmo vigor!

♦ Lembre-se, a sua preparação tem que ser uma das suas principais atividades ao longo desses meses. Dedique-se!

♦ Você preencherá as tabelas abaixo tantas quantas semanas de estudo você tiver até a prova.


Ciclo Semanal

Abaixo você pode conferir uma amostra de como funciona um ciclo semanal de estudos

plano de estudos oab ciclo

Acompanhe nossas publicações aqui no Estratégia Concursos ou siga-nos no Facebook ou Instagram

Se você estiver se preparando para a primeira fase do Exame, confira nossos cursos exclusivos para o Exame de Ordem.

Lembre-se de se inscrever em nosso canal do YouTube para recebe nosso vídeos e dicas.

Caso você tenha alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo!

Forte abraço e excelentes estudos!

Bons estudos!

Prof. Ricardo Torques
Professor e Coordenador do Estratégia OAB